"Nos olhos de Adriana Affortunati, as mãos do tempo laboram a finitude das coisas. A artista espreita o trabalho da decomposição como quem contempla a verdade do mundo – o ser-para-a-morte – e deseja exibi-la. É por isso que, armada de palpos e antenas, a artista está à cata das coisas que apodrecem em silêncio, que expressam a melancolia da disfunção, das coisas encolhidas num cantinho do mundo, desprezadas, das coisas que jazem no olvido-tumba. Desse passeio apaixonado pela obra ruinosa do tempo, nasce o gesto de eleição e recolha que arranca velhos lençóis, troços de concreto, pedaços de mangueira, cascas de ovos – e outros restos – do abandono mundano, ao qual foram relegados, para entregá-los ao zelo da instauração estética. Em seu ateliê, a artista cuida para suscitar, no próprio objeto degradado, a forma da precipitação no nada, que o laboratório do tempo produz sem alarde e o temor humano da morte oculta escandalosamente. A artista catadora, portanto, em seu processo criativo, intercepta e suspende a catástrofe. O título Antes do pó expressa precisamente esse gesto que surpreende os objetos à beira do precipício. O poeta diz que as coisas são tristes consideradas sem ênfase. Essa ênfase, a artista doa para dar a ver a alegria formal insuspeitada na deformidade das coisas tocadas pelo dedo da morte."

 

FRANCISCO ROCHA

ESCRITOR | AUTHOR

EST NORD EST RESIDENCY. QUEBEC. FOTO | PHOTO: EWA SAD 2017
PROJETOS
PROJECTS

VELATO até | until November 2020
public art with 
support from Kultur Krems and Kultur Niederösterreich, Austria

Adriana Affortunati (1982, São Paulo, Brasil), vive e trabalha atualmente em Krems, Áustria. Estudou Estética e Filosofia Contemporânea na Università Statale de Milão e no Centro Universitário Belas Artes de São Paulo. Participou nas seguintes residências: AIR KREMS, Áustria (2018); Residência SeMA Nanji, Coreia do Sul (2018); Est Nord Est, Canadá (2017); PAS Contemporaneo, Sardenha, Itália (2016). Apresentou as seguintes exposições individuais: Galeria Virgilio (São Paulo, 2018); OnSang (Seul, 2018); JBGoldenberg (São Paulo, 2015); TNT Contemporêanea (Rio de Janeiro, 2012). Exposições coletivas: Galeria Central (São Paulo, 2018); Orebro Biennial (Suécia, 2017); Museu de Arte de Ribeirão Preto (Brasil, 2015); Bienal de Cerveira (Portugal, 2015); Pinacoteca Miguel Dutra, Piracicaba (Brasil, 2015); Galeria Zipper (São Paulo, 2012); Memorial da América Latina (São Paulo, 2008), entre outros.

Adriana Affortunati (1982, São Paulo, Brazil), currently living and working in Krems, Austria. Studied Contemporary Aesthetics and Philosophy Università Statale in Milan and Visual Arts Centro Universitário Belas Artes in São Paulo. She participated to the following residencies: AIR KREMS, Austria (2018); SeMA Nanji Residency, South Korea (2018); Est Nord Est, Canada (2017); PAS Contemporaneo, Sardinia, Italy (2016). She had the following solo shows: Galeria Virgilio (São Paulo, 2018); OnSang (Seoul, 2018); JBGoldenberg (São Paulo,2015); TNT Contemporêanea (Rio de Janeiro, 2012). Group shows: Central Galeria (São Paulo, 2018); Orebro Biennial (Sweden, 2017); Museu de Arte de Ribeirão Preto (Brasil, 2015); Bienal de Cerveira (Portugal, 2015); Pinacoteca Miguel Dutra, Piracicaba (Brasil, 2015); Galeria Zipper (São Paulo, 2012); Memorial da América Latina (São Paulo, 2008), among others.